Imprimir Shortlink

O GRANDE GATSBY

2 O Grande Gatsby - Pôster__1Li críticas ferrenhas contra este filme (2013 – embora também existam opiniões em sentido contrário, bem entusiasmadas), pelo estilo do diretor (e também produtor e roteirista), Baz Luhrmann,  o mesmo de Moulin Rouge. Mas novamente rotulo esses críticos de mal humorados. Ninguém é obrigado a fazer um filme igual ao livro de F. Scott Fitzgerald (que dá vontade de ler e que deve ser maravilhoso, muitíssimo superior a qualquer filme baseado nele) ou melhor que o filme que Robert Redford estreou no passado. Literatura é uma arte, Cinema é outra, totalmente diferente. Os puristas se queixam do estilo do diretor, câmeras ágeis, como, por exemplo, “viajando” de um lado ao outro de uma baía, mudando a cena rapidamente…mas senti que essa modernidade toda só veio a serviço do filme e das emoções, acentuando-as, bem como valorizando o texto. Fazendo com que as cenas, acrescidas da trilha sonora, ficassem intensas e ao mesmo tempo emocionantes. Os recursos cênicos lembram Moulin Rouge, é verdade, assim como muita coisa representa o estilo do diretor, como a narração in off do personagem representado por Tobey Maguire, como a apresentação das festas, o estilo das roupas, da música…Mas  é um estilo e deve ser respeitado, inclusive porque perfeccionista, com apresentação impecável, edição de arte, figurino, fotografia etc. Não vejo nada em Tobey, acho-o um ator com cara de bobo, mais para alívio cômico (embora quando dramatizando melhore…). Mas gostei do restante do elenco, inclusive Leonardo Di Caprio (não há como deixar de lembrar de Orson Welles, de Cidadão Kane…) e Carey Mulligan. E o filme é bem assistível. 7,8

Achou interessante? Gostou? Compartilhe !
Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Pin on PinterestEmail this to someone