Filmes Mais Antigos

ADIVINHE QUEM VEM PARA O JANTAR?

ADIVINHE QUEM VEM PARA O JANTAR?

Há alguns filmes que são importantes dentro de um contexto ou de uma época. Há outros cuja importância se vincula à própria história do cinema (às vezes até a questões técnicas ou tecnológicas). Entretanto, neste blog esses fatores são apenas […]

FANNY

FANNY

Este é um filme leve, divertido, com um belíssimo colorido, ótima trilha, elenco delicioso e saboroso roteiro, que ainda por cima se passa em local original, que é o porto de Marselha, com suas peculiaridades de pessoas (personagens interessantes), comércio, […]

CRESCEI E MULTIPLICAI-VOS (THE PUMPKIM EATER)

CRESCEI E MULTIPLICAI-VOS (THE PUMPKIM EATER)

Este filme merece destaque em vários aspectos, embora pudesse ser bem melhor, a despeito de ser um drama realmente pesado, em razão de sua temática. Esses pontos de destaque são alguns momentos da direção de Jack Clayton, diversos instantes do […]

FILHOS E AMANTES (SONS AND LOVERS)

FILHOS E AMANTES (SONS AND LOVERS)

Não é  tão fácil adaptar um romance. Ainda mais quando se trata de um livro complexo e com temas difíceis e, além disso, censuráveis. Notadamente quando se trata de um escritor proibido e polêmico quanto D.H. Lawrence, que tanto foi […]

O HOMEM DOS OLHOS FRIOS (THE TIN STAR)

O HOMEM DOS OLHOS FRIOS (THE TIN STAR)

Para alguns, este faroeste em preto e branco de 1957 está entre os clássicos do gênero. Talvez realmente mereça. Porque embora não seja memorável por não trazer nenhuma novidade propriamente, é o exemplo de um filme perfeito e acabado e […]

ALMAS EM LEILÃO (ROOM AT THE TOP)

ALMAS EM LEILÃO (ROOM AT THE TOP)

Drama britânico de 1959, em preto e branco, baseado em livro de mesmo nome e cujo título original faz alusão à ambição e à ascensão pessoal/profissional. O título brasileiro – comercial, mas aqui não tão inoportuno como costuma acontecer- alude […]

SAYONARA

SAYONARA

Este drama pós segunda guerra, feito em 1957, foi o que teve mais indicações no Oscar de 1958: filme, diretor, ator, ator coadjuvante, atriz coadjuvante, roteiro adaptado, edição/montagem, mixagem de som, direção de arte e fotografia. Ganhou nas categorias de […]

A CALDEIRA DO DIABO (PEYTON PLACE)

A CALDEIRA DO DIABO (PEYTON PLACE)

Este ótimo e interessante filme, produzido nos EUA, foi indicado a 9 Oscars e incrivelmente não ganhou nenhum! Não por lhe faltar qualidades, mas pela excelência das produções no ano de 1957, como A ponte do rio Kwai, Sayonara, Testemunha […]

MEU PECADO FOI NASCER (BAND OF ANGELS)

MEU PECADO FOI NASCER (BAND OF ANGELS)

Um drama com aventura e romance, que se passa em Nova Orleans e regiões próximas na época da guerra civil americana, enfocando a realidade do sul, principalmente envolvendo os escravos, que eram mais ou menos explorados (conforme seus “donos”) e […]

UM MILHÃO DE ANOS ANTES DE CRISTO

UM MILHÃO DE ANOS ANTES DE CRISTO

O título em português corresponde ao original em inglês, embora exista também outro nome pelo qual o filme é conhecido: Mil séculos antes de Cristo. Só que mil séculos corresponderiam a 100.000 anos, o que resulta em erro na conta! […]

NO CALOR DA NOITE

NO CALOR DA NOITE

Quem vê hoje este filme vai certamente gostar, porque é um policial bem feito, tendo excelentes atuações de Rod Steiger e Sidney Poitier,  principalmente daquele. Mas talvez, nos dias de hoje, embora ainda haja lamentáveis notícia de racismo nos EUA, […]

THE LAWLESS BREED (BANDO DE RENEGADOS)

THE LAWLESS BREED (BANDO DE RENEGADOS)

Rock Hudson faria aqui seu segundo faroeste (o primeiro foi um ano antes, em 1952, com James Stewart: E o sangue semeou a terra ou Bend of the river, de Anthony Mann) e a partir daí alguns outros westerns e […]

FÚRIA DO DESEJO (RUBY GENTRY)

FÚRIA DO DESEJO (RUBY GENTRY)

Um filme diferente e instigante, com alguma sensualidade, doses de romantismo e um marcante e principal papel feminino, interpretado de forma bastante ousada por Jennifer Jones. Às vezes temos até a impressão de exagero nos maneirismos, mas logo a impressão […]

A FLOR QUE NÃO MORREU (GREEN MANSIONS)

A FLOR QUE NÃO MORREU (GREEN MANSIONS)

Este filme é bem bobinho e típico de Sessão da Tarde, mas está aqui por dois motivos. O primeiro, é porque muita gente gosta dele e os bem jovens poderão apreciá-lo como filme de ação, aventura e até romance; ou […]

AMARGO TRIUNFO (BITTER VICTORY)

AMARGO TRIUNFO (BITTER VICTORY)

Este é um filme franco-americano de 1957, dirigido por Nicholas Ray e que se passa durante a Segunda Guerra, no Norte da África, para onde um grupo de soldados britânicos é enviado em uma missão (contra os alemães), comandado pelo […]

WIND ACROSS THE EVERGLADES (JORNADA TÉTRICA)

WIND ACROSS THE EVERGLADES (JORNADA TÉTRICA)

O título em português seria impróprio para o filme, se não fossem alguns detalhes, inclusive da produção: porque o diretor Nicholas Ray acabou se incompatibilizando com o protagonista (Christopher Plummer) e com o roteirista (Budd Shulberg) e foi simplesmente demitido […]

DESFORRA FATAL (THE HARD MAN)

DESFORRA FATAL (THE HARD MAN)

Um faroeste de 1957, sem grande fama, sem os “ases” do gênero (diretor e elenco), que não está incluído entre os melhores da história, mas que cumpre perfeitamente o seu papel, como bom western, oferecendo uma história com os vários […]

CREPÚSCULO DOS DEUSES (SUNSET BOULEVARD)

CREPÚSCULO DOS DEUSES (SUNSET BOULEVARD)

Outra belíssima obra cinematográfica e que certamente está colocada entre as melhores produções noir. Feito em 1950, tem um ótimo título em português, ao contrário da grande maioria dos casos. Seu título original faz menção à rua da residência da […]

SETE HOMENS E UM DESTINO (THE MAGNIFICENT SEVEN)

SETE HOMENS E UM DESTINO (THE MAGNIFICENT SEVEN)

Este é o filme original, de 1960 -tendo havido um remake em 2016 com Denzel Washington & Cia-, embora seu roteiro tenha sido baseado no filme Os sete samurais de 1954 (Akira Kurosawa), no qual os “mocinhos” defendem os produtores […]

JOHNNY GUITAR

JOHNNY GUITAR

Este faroeste de 1954, com alguns elementos diferentes do trivial, foi dirigido por Nicholas Ray, diretor polêmico, porque adorado por uns e execrado por outros. Estes, o acusavam de montar mal seus filmes, de se preocupar apenas com os sentimentos […]