Imprimir Shortlink

ATÉ A ETERNIDADE (LES PETITS MOUCHOIRS)

Filme francês de 2010, dirigido por Guilaume Canet e com grande e afinado elenco, incluindo Marion Cotillard (mulher do diretor) e François Cluzet. Necessária essa sintonia para o aprofundamento do lado psicológico dos personagens e que vai aos poucos aclarando as reticências e precipitando diversos “acertos de contas”.  O título em português, para variar, é péssimo. Em francês significa algo como “pequenas mentiras entre amigos”. Perfeito. O título em inglês também é bom: “pequenas mentiras brancas”. Segundo consta, um filme que levou multidões aos cinemas da França. Vai-se vendo o filme com prazer, enfocando um grupo de amigos que se reúne na casa de praia de um deles, a 600 Km de Paris, onde moram. Falta um do grupo, porém, mas todos resolvem manter a tradição do encontro. Entre cenas descontraídas, vão saindo das sombras os dilemas existenciais, os segredos nas relações e o que cada tenta esconder dos outros e até de si mesmo. Um filme efetivamente adulto, que lembra, entre outros de tema parecido, “O reencontro”. Por isso tudo vai indo bem, mas com aquela sensação de déjà vu…mas isso só até meia hora antes do seu final, porque dali em diante alguns fatos se precipitam e o filme passa a ser ótimo, excelente até. Em suma, o final vale o filme e a sensação da última meia hora é a que, afinal, perdura, como uma importante lição de vida.   8,6

Achou interessante? Gostou? Compartilhe !
Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Pin on PinterestEmail this to someone