Imprimir Shortlink

SKYFALL

Este é o filme de 2012 do 007 (Bond, James Bond…), salvo engano o 23º da série. E certamente um dos melhores. Talvez até o melhor, pela reunião de todos os detalhes (até mesmo do vilão, assustador, interpretado pelo camaleão Javier Barden). A produção é a bem cuidada de sempre, com ritmo, sofisticações e locações. As imagens aéreas e noturnas de grandes e palpitantes cidades do mundo atual são monumentais. E o ritmo e a ação do filme são típicos dos filmes envolvendo esse charmoso personagem. O roteiro nem precisa ser espetacular, apenas algo consistente…a ação, com a palpitante trilha sonora, diz tudo. Sempre com carisma, é claro. E neste filme, na minha opinião, ocorreram vários fatos marcantes:  a abertura e a música de abertura (cantada por Adele) trazem um momento especial – e importantíssimo para introduzir a história -, sendo de grande beleza e emoção e uma das melhores já vistas; o mistério sobre o nome do filme…o que é Skyfall? e a resposta vai conduzir o filme a um contexto e profundidade dificilmente abordados em filmes do gênero; a cena subterrânea do metrô; as cenas finais na Escócia;  e o ator Daniel Craig parece agora vestir com extrema facilidade a roupa do espião que iniciou sua saga com a interpretação de Sean Connery: Daniel está totalmente à vontade no papel e realmente contrariou as expectativas de quem achava que seu modo de atuar e principalmente sua aparência jamais dariam credibilidade ao herói que já vem sobrevivendo e encantando há décadas. E agora com mais fôlego ainda.  9,0

Achou interessante? Gostou? Compartilhe !
Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Pin on PinterestEmail this to someone