Imprimir Shortlink

AGATHA CHRISTIE´S POIROT: CURTAIN, POIROT´S FINAL CASE

curtain-poirot-s-last-caseO filme concorreu ao Emmy de Melhor telefilme e não sem razão: é ótimo, na verdade o último episódio da 13ª temporada da série e encerra toda a saga do detetive Hercule Poirot (belga, apesar do nome aparentemente francês) – até para tristeza dos fãs –, também adaptando de maneira praticamente insuperável o derradeiro livro de Agatha Christie, “Cai o pano” (“Curtain”). Recentemente os herdeiros de Agatha permitiram que outra escritora ressuscitasse o personagem, mas esse foi um crime maior do que todos os que Agatha chegou a conceber! Para quem foi fã, como eu, que li mais de 80 livros da Rainha do crime, o fato constitui um absurdo imperdoável e aviltante. Mas isso à parte, certamente é um prazer assistir a um filme que consegue transportar para a tela toda a riqueza do universo de Agatha Christie: os cenários, os personagens, os costumes, a polidez e os hábitos ingleses, os comportamentos suspeitos e de duplo sentido, as pistas que se confundem, os elementos do crime e sua investigação, inclusive pelas famosas “células cinzentas” do maior detetive de Agatha e talvez da história da literatura (claro, junto com Sherlock Holmes)…as sutilezas. O elenco é impecável, como toda a produção (Hastings está ótimo, interpretado pelo ator Hugh Fraser), mas o destaque é realmente  David Suchet (como em toda a série), soberbo na representação de Hercule Poirot. A parte final do filme, pelo menos para os fãs, é emocionante e espetacular, guardando como sempre boas surpresas.  9,0

Achou interessante? Gostou? Compartilhe !
Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Pin on PinterestEmail this to someone