Imprimir Shortlink

O PRIMEIRO DIA DO RESTO DA TUA VIDA (LE PREMIER JOUR DU RESTE DU TA VIE)

Um drama de costumes francês, de 2008, com roteiro e direção de Rémi Bezonçon.  A “chamada” do filme, vê-se do cartaz,  é a frase “Esta família é a sua família” e isso define em parte o filme,  pois nos identificamos em muitos e muitos momentos. Quem não teve avô? Quem não sofreu uma perda? Quem não teve um remorso? Quem não brigou com os pais? O filme retrata momentos alegres e tristes, como vivemos todos, sem sobressaltos, sem grandes arroubos. Os grandes acontecimentos são o próprio cotidiano, as brigas, o primeiro amor, a perda da inocência, a independência, as decepções, os sonhos de infância, as relações de casal, maternais e paternais, o choque de se descobrir algo que não se sabia de um filho…a possibilidade de resgatar coisas que parecem perdidas…O crescimento, em todos os sentidos. O que impressiona nesse tipo de filme é como se consegue retratar tantos fatos em tão pouco tempo e com abordagem tão profunda e sensível: ali estão nossas esperanças, nossas expectativas, nossas frustrações, tudo, na verdade, constituindo o alimento e a beleza própria da vida,  finita que é. A mensagem final pode ser a esperança…a família como fator fundamental..pode ser também a impossibilidade de existir, afinal, algo diferente da solidão, diante da dor, do que nos é negado e do que é intangível…Cada um pode extrair a sua leitura, porque a vida é assim mesmo, inconstante, imprevisível –  diz alguém que a vida não é justa, mas mesmo assim é boa…-  e segue em frente…8,5

Achou interessante? Gostou? Compartilhe !
Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Pin on PinterestEmail this to someone