Imprimir Shortlink

AS VANTAGENS DE SER INVISÍVEL

O filme (2012) retrata uma época já vista e revista em dezenas de filmes: a adolescência da juventude americana, pré-faculdade, com aqueles dilemas típicos, envolvendo solidão, a sensação de patinho feio, as humilhações que os calouros sofrem, a necessidade da independência perante os pais e a consolidação perante os amigos, as drogas, as primeiras experiências afetivas e sexuais etc. etc. Mas este é um filme surpreendente e com um roteiro muito inteligente, muito acima da média. Direção de Stephen Chbosky, com Logan Lerman e Emma Watson em grande atuação, entre outros. Até certa parte fiquei distante, achando que nada me afetava, a despeito de me identificar com algumas situações que vivi, enquanto adolescente. Mas o filme avança e com isso as coisas se aprofundam de tal modo e com tal sensibilidade e qualidade, que se chega a sentir a dor dos personagens. A dor nostálgica dos tempos da adolescência. Um painel realista e um dos filmes mais honestos e bem elaborados que já vi, envolvendo essa temática. Sem ser piegas, sem se deixar vencer pelos chavões, passando longe do superficial, um desfile de situações na tela que nos remetem aos 17/18 anos e aos paradoxos de uma época em que ao mesmo tempo em que éramos tudo, também não éramos nada: e no corpo de adultos viviam almas de certo modo inocentes e ansiosas por crescer e assumir seu lugar no mundo.  8,6

Achou interessante? Gostou? Compartilhe !
Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Pin on PinterestEmail this to someone