Imprimir Shortlink

ME CHAME PELO SEU NOME

Adorar este filme, na minha opinião, talvez seja mais questão de identificação do que qualquer outra coisa. Não encontro aqui motivos para tanta aclamação. Com certeza é algo feito com extrema delicadeza, muito cuidado na produção, fotografia e locações belíssimas, provavelmente seja o filme mais sutil ou sério realizado sobre o tema. Ou seja, uma obra muito bem acabada. Entretanto, no fundo, no fundo, examinado bem o roteiro, não há nada demais na história, sendo igual a tantas outras. Apenas o tratamento merece uma referência, além das interpretações e há um diálogo entre pai e filho que faz valer o filme. Nesta época de ideologias de igualdades talvez o filme tenha soado para alguns como um libelo importante. Tanto, que recebeu inúmeros prêmios e indicações. Deve haver mais sentimentos represados no mundo do que supõe minha vã filosofia. Ou me falta de momento a devida identificação ou sensibilidade para atingir o que confirmam os inúmeros merecimentos que o filme tem ganho na mídia e em festivais diversos. Foi indicado para o Globo de Ouro próximo (daqui a 4 dias precisamente) como Melhor filme/drama, Melhor ator e Melhor ator coadjuvante 7,6

Achou interessante? Gostou? Compartilhe !<br />Share on Facebook
Facebook
Tweet about this on Twitter
Twitter
Share on Google+
Google+
Pin on Pinterest
Pinterest
Email this to someone
email