Imprimir Shortlink

O GRANDE MOTIM (1935)

Esta é a versão com Clark Gable e Charles Laughton (excelente vilão). E o que se percebe pelo galã que era Gable (bonitão e carismático), é que este filme foi um importante “trampolim” para que quatro anos mais tarde ele estrelasse o clássico E o vento levou. Um filme de aventuras e que em sua introdução já ressalta a importância dos fatos narrados e que acabaram alterando a realidade da marinha britânica, no que se refere à relação de hierarquia nas embarcações (entre os capitães e a tripulação). Esse aspecto realmente é importante e, na verdade, o âmago do roteiro, em um filme em preto e branco e que de modo algum parece ser algo de 80 anos atrás e não do cinema relativamente recente. O filme encanta pelas cenas de ação, pelos personagens e cenários, principalmente nas cenas paradisíacas, as quais também transmitem a mensagem de que é possível encontrar a felicidade longe da armada britânica e da rigidez imperialista. Ganhou o Oscar de Melhor Filme e curiosamente não ganhou o de Melhor Ator, embora tenham concorrido a esse prêmio simplesmente três dos atores do filme (fato inédito até hoje na história do Oscar): Charles Laughton (Capitão Bligh), Clark Gable (Tenente Christian) e Franchot Tone (Roger Bryan).  8,7

Achou interessante? Gostou? Compartilhe !
Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Pin on PinterestEmail this to someone