Imprimir Shortlink

SUSPENSION OF DISBELIEF

suspensionOriginal, charmoso, sensual e interessantíssimo filme, da primeira à ultima cena (inclusive nas citações e na forma), repleto de mistérios e reticências, fazendo diversos paralelos da realidade e da fantasia, com a própria arte cinematográfica. Uma ou outra sensação de eventual falha no roteiro não compromete a essência da obra, integralmente instigante. Esse é seu mérito. O final não poderia ser melhor, até porque também deixa outras interrogações.  O próprio título do filme é extremamente interessante, tendo relação com a profissão de roteirista do protagonista, com a fantasia do Cinema e com a abstração que o filme provoca nos espectadores, quanto a ser verdade ou ficção o que se vê (portanto, a favor da arte do Cinema), havendo uma frase  bastante significativa no filme a esse respeito, que diz mais ou menos que o cérebro para efeito das emoções não sabe distinguir muito bem o que é real e o que é ficção. Importante  ressaltar que se trata de um thriller com nota média de apenas 4,3 no IMDB, o que significa que a maior parte das pessoas não gostou. Outra coisa: a sinopse é horrorosa (como muitas, aliás), sendo melhor não ler nada e ver o filme diretamente. Produção britânica de 2012, dirigida por Mike Figgis (The lost of sexual innocence, Timecode…) e com Sebastian Koch, Lotte Verbeek e Rebecca Night.  8,5

Achou interessante? Gostou? Compartilhe !<br />Share on Facebook
Facebook
Tweet about this on Twitter
Twitter
Share on Google+
Google+
Pin on Pinterest
Pinterest
Email this to someone
email