Imprimir Shortlink

SCARAMOUCHE

00bab8ae061e1cf7f1eab5145adcf453_jpg_290x478_upscale_q90Houve uma época em que eram comuns os filmes do gênero “capa e espada”. Todos tinham ação, aventura, romance, muito ritmo e belas lutas de espadachim. E sempre ficava guardada a luta mais “difícil” e demorada para o final, entre o “mocinho” e o “vilão”. A fórmula era repetida, filme após filme, mas sempre agradava. Porque, via de regra, as histórias eram interessantes, emocionantes, a trilha sonora palpitante, o elenco conhecido e se torcia pelo bem contra o mal, sendo esse sempre o resultado, embora muitos percalços acontecessem até essa vitória chegar. Este filme na minha opinião é o clássico dos clássicos do gênero. Produzido em 1952 nos EUA e com enfoque na França antes da Revolução, ainda guarda o mesmo dinamismo, as mesmas qualidades da época e se hoje ainda agrada plenamente, é de se imaginar o impacto que teve no início da década de 50! Stewart Granger faz o herói com duas mocinhas, uma delas Janet Leigh, que oito anos depois viria a ser a principal atriz de Psicose. O bandido é o também não menos famoso Mel Ferrer, Mas além do carismático Stewart, quem também faz o filme acontecer é a atriz Eleanor Parker,  a outra mocinha e que inclusive – após uma bela, longa e muito bem feita luta de esgrima -, protagoniza uma última cena muito interessante e criativa (como criativo é o próprio título do filme). Genial até. Uma diversão simples, leve, mas irresistível, com todos os ingredientes de um “filme feliz”. 8,8

Achou interessante? Gostou? Compartilhe !
Share on Facebook
Tweet about this on TwitterShare on Google+Pin on PinterestEmail this to someone