Imprimir Shortlink

O DOCE AMANHÃ (THE SWEET HEREAFTER)

Um drama canadense de 1997 que se desenvolve em torno de um trágico acidente, em uma certa comunidade (cercada montanhas de neve) e mostra a vida dos moradores antes e depois do fato, principalmente pela chegada de um advogado, que tenta persuadir a todos para que o contratem a fim de processar os responsáveis pela tragédia. Interessante que esse advogado vive também seu próprio drama, suas próprias dores, que sob certo ângulo se assemelham às dos cidadãos a serem convencidos (perdemos as nossas crianças, diz ele em determinada cena). Com Ian Holm, Sarah Polley e Bruce Greenwood de mais conhecidos, o filme mostra a dor humana, mas também a solidão, os valores morais, os pecados que se escondem nas sombras da aparente normalidade das relações. Sem pressa, vemos a história se desenrolar e se valorizar com muitas cenas fora da ordem cronológica, fato que também acrescenta um pouco de suspense ao enredo. Importante a discussão ética e também os fatos que demonstram também como funciona o sistema jurídico, notadamente nos EUA. Mas é do universo onde moram as dores não reveladas, é que poderão as coisas se definir, pelo testemunho de uma das vítimas.  8,0

Achou interessante? Gostou? Compartilhe !<br />Share on Facebook
Facebook
Tweet about this on Twitter
Twitter
Share on Google+
Google+
Pin on Pinterest
Pinterest
Email this to someone
email