Imprimir Shortlink

MALÍCIA (MALIZIA)

20789_posterPode-se dizer que assim como o cinema brasileiro teve a fase das pornochanchadas, mais ou menos na mesma época (década de 70) o cinema italiano foi fértil em produções que misturavam comédia, pastelão e erotismo. Algumas que inclusive se tornaram clássicas, como Quando as mulheres tinham rabo e como algumas das memoráveis comédias com Lando Buzzanca. Entretanto, a qualidade dos filmes italianos era superior à nossa, inclusive tecnicamente. Tanto, que após tantas décadas, a picardia deste filme – marco daquela época – ainda permanece. Como também permanece íntegra sua maior razão de existir, definida por duas palavras: Laura Antonelli. Essa atriz, recentemente falecida – junho de 2015, desfigurada pelas plásticas, pela obesidade e na penúria -, foi na época simplesmente a musa de todos os adolescentes. Todos eram apaixonados por Laura, que além de belíssima, também acabou provando ser uma grande atriz, tanto que trabalhou em dois filmes de Visconti. Mas este malicioso filme fez tanto sucesso na Itália e no mundo todo, que acabou conduzindo rapidamente a atriz para a fama, com seu salário valorizado a patamares de diva. Este não foi um filme que não se limitou a fazer piadas, tendo explorado, como outros, a timidez e as dificuldades dos meninos adolescentes oprimidos pela própria sexualidade, o que se tornava, de certo modo, seu atrativo principal. Naquele mesmo ano de 1973 outro filme foi produzido com Laura Antonelli e Alessandro Momo: Pecado Venial. 8,0

Achou interessante? Gostou? Compartilhe !
Share on Facebook
Tweet about this on TwitterShare on Google+Pin on PinterestEmail this to someone