Imprimir Shortlink

LUCY

Lucy_(2014_film)_posterEm termos de realização, a melhor e mais divertida concepção de um tema complexo e fascinante de ficção científica das últimas décadas. Com uma trilha sonora eletrizante, como o próprio ritmo do filme, achei-o simplesmente genial. Luc Besson (Nikita, O profissional, O quinto elemento, 13º Distrito, Busca implacável 1 e 2) soa, com maturidade, como um Tarantino com diferentes armas, mas com igual domínio de sua obra, mais do que valorizada pela perfeita e deliciosa atuação da singular e talentosa Scarlett Johansson e pelo carisma e a profundidade dramática do sempre ótimo Morgan Freeman. O filme nos conduz por caminhos tão espetaculares, quanto inesperados, e nos faz viajar por rumos que ao mesmo tempo nos emocionam e nos deixam na expectativa sobre o que virá a seguir, sem, porém, muito tempo para pensar. No fundo, uma grande fantasia, mas extremamente bem vestida. E o fecho – para muitos indefinido (e eis aí o seu mérito, pois não poderia ser de outra forma) -, talvez apresente mais do que uma ousada concepção sobre o avanço da ciência e – para muito além de seus limites – da própria humanidade: talvez o que vemos, no átimo que une à suposta origem da humanidade o seu paradoxal caráter infinito, seja, afinal, o próprio conceito de Deus.  9,5

Achou interessante? Gostou? Compartilhe !
Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Pin on PinterestEmail this to someone