Imprimir Shortlink

LINCOLN

Lincoln

Geralmente filmes sobre a Guerra Civil Americana – tema esse de obras como E o vento levou – são repletos de ação, tiroteios, lutas sangrentas sob o som de canhões e encobertas pela poeira dos campos de batalha…Mas este é um filme lento e com pouquíssimas cenas nos campos de batalha. É sobre os bastidores e as estratégias (algumas com ética bastante duvidosa) promovidas pelos Republicanos, coordenados e comandados  por Abraham Lincoln, para terem aprovada a 13ª Emenda na Constituição dos EUA pela Câmara dos Deputados: a emenda que abolia a escravidão em todo o território americano e que necessitava de 2/3 para sua aprovação (o filme mostra os debates e as dificuldades de se obter essa maioria, reconstituindo com brilho o momento político). É um filme histórico, portanto, e de grande significado para os americanos, que com isso serviram de espelho para o mundo e o fazendo mediante dispositivo inserido na Constituição, o que gerou efeitos futuros e permanentes. O filme tem um roteiro muito consistente, um trabalho de pesquisa e reconstituição de época excelente (figurino, fotografia etc.), em termos de qualidade é um dos melhores da carreira de Steven Spielberg e a interpretação de Daniel Day-Lewis é extraordinária (tanto, que tem recebido todos os prêmios a que vem concorrendo, faltando apenas o Oscar.  Tommy Lee Jones (recentemente premiado no SAG) e Sally Field (concorre ao Oscar) igualmente ótimos. Mas não é um filme arrebatador, exceto, talvez, para o povo americano, pelo significado histórico dos fatos e pelo personagem, admirado como um dos maiores presidentes de todos os tempos: um homem de origem humilde (lenhador) e que governou com verdade e simplicidade, sendo respeitado por sua sapiência e empatia e por sua conduta firme, porém serena. Pelo menos é o que conta a história e o que o filme mostra. A abolição dos escravos significou o fim da Guerra Civil, porque toda a economia dos Estados do Sul era escravocrata e com o ato da Câmara (referendando o que o Senado já havia formalizado) simplesmente houve o colapso total de um sistema produtivo e econômico. No final, o triste fato ocorrido apenas três meses depois da proibição do trabalho escravo no território americano. Embora reconheça que se trata de uma obra de grande qualidade, dos concorrentes ao Oscar de 2013, porém, é um dos que menos me tocou/emocionou.  7,8

 

 

Achou interessante? Gostou? Compartilhe !
Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Pin on PinterestEmail this to someone