Imprimir Shortlink

LES ADIEUX À LA REINE

Les_Adieux_a_la_Reine_afficheProdução francesa de 2012, adaptada de obra literária, com Léa Seydoux como Sidonie (personagem fictício e não histórico) e Diane Kruger como Maria Antonieta, abriu o Festival de Berlim de 2012. O filme explora – para mim de forma inédita – os acontecimentos/bastidores do Palácio de Versalhes, na época da Tomada da Bastilha (onde, para surpresa geral, encontravam-se apenas quatro encarceirados…). A rotina do Palácio de repente se modifica e a apreensão inicial vai se transformando em medo, conforme o curso dos acontecimentos…lista de cabeças a serem cortadas, Luiz XVI saindo do palácio para discursar ao povo e prestes a capitular, Maria Antonieta com seus dramas íntimos, os nobres e o clero abandonando Versalhes, toda a movimentação da Corte e da criadagem… O presságio virando desespero na verdade, com a aproximação das mudanças e da violência. O enfoque é feito a partir da “leitora” da rainha, uma serviçal fiel e cuja conduta é parte vital do fechamento do filme, após o suspense e a tensão finais, provenientes de um ardil preparado por Antonieta para proteger determinada pessoa do ataque dos revolucionários. Concorreu a 7 César (Oscar do cinema francês) e ganhou 3, todos técnicos.   7,9

Achou interessante? Gostou? Compartilhe !
Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Pin on PinterestEmail this to someone