Imprimir Shortlink

O GRANDE HERÓI (LONE SURVIVOR)

loneNão sou um grande apreciador desse gênero, o dos filmes “de ação”. Mas este filme ganhou o prêmio de Melhor Filme de Ação no Critic Choice Awards, que também premiou como melhor ator Mark Wahlberg, e isso me deixou curioso. E realmente: é um filme de ação muito acima da média, inclusive pelas impressionantes cenas de realismo. Os americanos treinam seus “soldados” para se sentirem superiores, invencíveis…mas apenas a realidade da batalha é capaz de  revelar os verdadeiros limites, inclusive de sobrevivência…ainda mais no terreno do inimigo (o Vietnã que o diga…). No caso, uma missão da elite da Marinha dos EUA (SEALs – o mesmo grupo que matou Osama Bin Laden) e fatos imprevisíveis que duramente testaram a capacidade adquirida em anos de treinamento físico e psicológico. Para quem gosta do gênero, imperdível; mesmo para quem não costuma gostar, um ótimo entretenimento. Ponto positivo aliado naturalmente à direção, montagem etc. – qualidades que têm de ser altas em filmes desse tipo -, é a trilha sonora, muitas vezes discreta porém perfeita, pontuando a ação com a tensão dramática adequada. Algumas cenas se destacam, inclusive uma que me lembrou Platoon, de grande e impactante beleza plástica: a morte em câmera lenta, tendo ao fundo as montanhas do Afganistão. O filme se baseou em fatos reais ocorridos em 2005 (na verdade em livro escrito por um dos marines)  e após o “The End” presta homenagem a todos os que participaram da Operação Asas Vermelhas – aí, constatamos a idiotice das guerras (embora o filme não questione isso), tanto que no total foram 19 baixas americanas. Do lado cinematográfico, também positivo o fato de que os atores procuram se assemelhar o mais possível com os personagens reais que representaram…Quando à parte final, da aldeia, no começo achei difícil de acreditar que as coisas se passaram como o filme mostra…entretanto, isso mudou quando li a explicação, que é trazida logo depois das homenagens acima citadas. Independentemente disso, nessa mesma parte final, senti uma falha do roteiro, porque a missão de resgate não poderia saber quantos soldados teria de levar de volta…e sabia (a explicação do bilhete não me convence muito). Em tempo: mais uma vez um ridículo título de filme em português ! 7,6

Achou interessante? Gostou? Compartilhe !
Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Pin on PinterestEmail this to someone