Imprimir Shortlink

FADING GIGOLO (AMANTE A DOMICÍLIO)

fadingJá de começo, sentimos um refinamento familiar…a trilha sonora de bom gosto, qualidade na abertura, na fotografia e no texto, com toques de leveza. Pensamos, já pela música (onde predominam os embalos de jazz, blues…) e pela fotografia iniciais, reconhecer um filme do Woody Allen! Mas não é. O diretor é John Turturro, contudo esse fato explica tudo, pois se trata de um antigo discípulo do mestre, de um fã declarado e que, após décadas de bons serviços ao Cinema como ator – inclusive em filmes de Woody -, experimenta a difícil arte da direção. Se não é parceria velada, é homenagem. Woody, claro, trabalha no filme, assim como o próprio Turturro e um elenco selecionado a dedo (Sharon Stone, Sofia Vergara etc.). Comédia de costumes, tendo como pano de fundo o Brooklyn, tradicional reduto judeu em Nova Iorque, com temática muito divertida e toques sérios (fragilidades e necessidades humanas), mas tudo fluindo leve, com absoluta naturalidade. Apenas na parte final do filme, antes de “fechar”, alguma coisa não encaixou perfeitamente. Ficaram alguns furos e sobraram alguns clichês. Por isso, achei um bom filme, mas não chegou a ótimo na minha opinião, embora fique acima da média do que anda por aí. 7,7

Achou interessante? Gostou? Compartilhe !
Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Pin on PinterestEmail this to someone