Imprimir Shortlink

A VIDA DOS OUTROS

Este é um filme alemão de 2006 de primeiríssima linha e que ganhou inúmeros prêmios, tanto do próprio cinema alemão (filme, ator, roteiro, direção…), como do europeu (Prêmio do Cinema Europeu de Melhor Filme), sendo também premiado como Melhor Filme Estrangeiro nos mais importantes festivais do mundo, como o Oscar, o Bafta e o César (Oscar francês). É uma obra extremamente bem acabada, em todos os detalhes e ainda impactante pelo excelente roteiro (do próprio diretor Florian Henckel von Donnersmarck) e pela importância do tema, que contempla a Berlim Oriental dos anos 80, antes da derrubada do Muro e as atividades de controle/espionagem do Estado totalitário (escuta principalmente) para investigar/denunciar inimigos do regime socialista. O roteiro enfoca principalmente um famoso escritor e uma consagrada atriz e faz um estudo profundo tanto do sistema, do poder insensato e devastador do Estado, como da vida pessoal dos investigados (a arte tentando não ser amordaçada) e da possibilidade de sensibilização do ser humano, mesmo diante dos limites da liberdade e do temor do castigo. Um brilhante drama histórico, político, social e humano, com grande densidade e sensibilidade. A parte final do filme coroa de forma extraordinária todo o contexto, de forma surpreendente e magnífica. Encerro com o final da resenha do médico e cinéfilo Marcelo Sobrinho sobre o filme, que achei devastadora e mais do que apropriada: Uma ditadura sempre começará a definhar quando um homem for capaz de se reconhecer no outro. 9,5

Achou interessante? Gostou? Compartilhe !<br />Share on Facebook
Facebook
Tweet about this on Twitter
Twitter
Share on Google+
Google+
Pin on Pinterest
Pinterest
Email this to someone
email